(62) 3088-0456 Goiânia
(61) 3025-0490 Valparaíso
sinpol.go@gmail.com
sinpolgo@sinpolgo.org.br

  • Policiais civis de Goiás participam de manifestação histórica em Brasília


Postado por Desconhecido - Qua, 19 de abril de 2017 às 10:12 - 2143 visualizações

Atualizada por Luzimeire - Qua, 19 de abril de 2017 às 17:22!

Reunidos pelo Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Goiás (Sinpol-GO), os policiais goianos participaram de manifestação realizada pela União dos Policiais do Brasil (UPB) nesta terça-feira, em Brasília. Foi um dia emblemático para as categorias reunidas em frente ao Congresso Nacional, onde seria lido o relatório da reforma da Previdência Social, por meio da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 287, cuja leitura acabou ficando para a manhã de hoje. Depois do protesto dos policiais de todo o país, o governo sinalizou que anteciparia mudanças na famigerada proposta de reforma, inclusive em relação aos policiais. “É uma vitória para nós, mostramos que juntos somos fortes”, avalia o presidente do Sinpol-GO, Paulo Sérgio Alves de Araújo.

A manifestação começou com os policiais – civis, rodoviários federais, federais, guardas municipais, agentes de trânsito, papiloscopistas e representantes de outras categorias das forças de segurança pública – reunidos em frente ao Congresso Nacional. No gramado, foram colocadas cruzes e vários caixões alertando para o fim da aposentadoria dos policiais brasileiros, já que, pela proposta do governo, ela deveria ser aos 65 anos ou com 49 anos de contribuição. No entanto, estudos e dados estatísticos apontam que a expectativa de vida do policial brasileiro é de 56 anos. “Na prática, essa proposta significa o fim de nossa aposentadoria, que nenhum policial mais terá direito a se aposentar”, resume Paulo Sérgio.

Durante o protesto, ficou definido que seria protocolada na Câmara dos Deputados uma representação para o afastamento do relator da PEC da Previdência, deputado Arthur Maia (PPS-BA) por quebra de decoro parlamentar, por ter sido citado nas delações de executivos da empreiteira Odebrecht como beneficiário de propinas. Uma comissão foi ao protocolo da casa, seguida de centenas de policiais. Nesse momento, a polícia legislativa fechou os acessos às duas casas (Câmara dos Deputados e Senado Federal), o que provocou protestos por parte dos policiais. “Fomos recebidos com portas fechadas naquela que deveria ser a ‘casa do povo’. Depois, nos jogaram bombas”, relatou o presidente do Sinpol de Goiás, que participou do protesto e depois denunciou a forma antidemocrática e truculenta como os policiais foram recebidos. Houve tumulto.

Depois, os policiais subiram a rampa do Congresso Nacional exigindo a libertação dos companheiros que foram presos pela polícia legislativa. Eles deram um abraço simbólico no prédio. Ao final, a avaliação foi de que a manifestação foi extremamente positiva. “Não podemos e não vamos aceitar de braços cruzados que nos tirem direitos dessa forma, alguns centenários”, alertou Paulo Sérgio. Mesmo com a sinalização do governo e da base aliada de mudanças e de atendimento de parte das reivindicações dos policiais, Paulo Sérgio alerta que o momento é de mobilização, ainda mais forte. “Estamos diante de uma situação ímpar e crucial. Demonstramos nossa força, saímos de Brasília de cabeça erguida e agora temos de nos unir ainda mais”, conclama.

SINPOL LIVRE E TRANSPARENTE!

 

   

  • Faça um comentário

  • Continue lendo:


Liminar suspende despacho administrativo de SSP, que ampliava para 40h a jornada de trabalho de médicos legistas. Sex, 14 de abril de 2017 às 18:38
Policiais civis discutem mobilização em assembleia do Sinpol Qua, 12 de abril de 2017 às 14:33
URGENTE! Bloqueio de Pagamento Abril 2017 Qua, 12 de abril de 2017 às 10:19
Progressão - Ação Judicial Qua, 12 de abril de 2017 às 10:20
Suspeito de matar irmão durante assalto está foragido Ter, 11 de abril de 2017 às 22:55
SINPOL - GO

Links Úteis

Goiânia - CEP: 74325-210
Rua Salermo, Qd.47, Lt.07, Casa 01 - Setor Jardim Europa - Goiânia/GO
(62) 3088-0456
Valparaíso - CEP: 72876-054
Qd 18, Casa 41, Etapa "A" - Valparaiso de Goiás/GO
(61) 3025-0490
(61) 3629-0892